Você é um homem honrado ou um cão de guarda?

| 18 comments
por Doutrinador
Baixe aqui o backup completo do blog do Doutrinador


Sábado à noite. Você pega sua namorada e vão para um barzinho. Dois palhaços passam por vocês e mexem com ela. Seu sangue sobe imediatamente. Ela olha pra sua cara e fica esperando sua reação, sem dizer nada. Você vai tirar satisfação com os caras e ela fica tentando apartar a briga, como se ela mesma não a tivesse provocado. Não importa o resultado do conflito, você acha que fez bem em defender sua pobre e indefesa mulher. Parabéns, você foi vítima de uma pseudo-indefesa.

Há um forte mito entre os homens de que defender sua mulher é algo SEMPRE honrado. Na teoria realmente é algo belo, mas há alguns detalhes que passam despercebidos da maioria. Acham que estão sendo homens honrados, mas na prática não passam de cães de guarda sarnentos à disposição de sua dona. Explico.

O sonho de toda mulher é ser disputada por vários homens, para assim poder ficar com o sobrevivente mais forte. Tanto isso é verdade que é sempre o assunto central em comédias românticas: vários paspalhos correndo atrás de uma única mulher e se matando por ela.

Fingir que é indefesa aos “gaviões” e esperar que você tome alguma atitude é uma forma dela provocar ciúmes (dependência) em você e ao mesmo tempo ser o centro das atenções. Elas assumem compromisso mas não toleram ficar fora do mercado. Querem as duas coisas.

Em todas as situações, porém, a mulher age de forma a não poder ser flagrada. Ou seja, se você reclamar dela dar abertura a outros homens e insinuar que ela é vadia, dirá que você vê maldade, que são apenas amigos e que você quer isolá-la do mundo. Se outros a assediarem, ela não fizer nada e você não a defender, ela fará com que pareça que você falhou em não a defender e o tomará como inferior. Se ela falar com um ex-namorado amigavelmente e você reclamar, dirá que são apenas bons amigos e que você é ciumento e possessivo com complexo de inferioridade. Você cairá facilmente nesse tipo de lavagem cerebral se estiver apaixonado e muito próximo da mídia feminista, que diz que toda mulher é inocente, cotadinha, indefesa e sempre vítima. Explicarei agora porque você não deve NUNCA acreditar nisso.

O MITO (CONVENIENTE) DO SEXO FRÁGIL

Não paspalho, mulheres não são indefesas. Elas vivem pisando em homens bonzinhos. Vivem dando foras em assediadores bundões. Vivem rindo da cara de fracassados que tentam chegar perto delas de forma desajeitada nas baladas. Vivem pisando em trabalhadores tímidos que tentam cortejá-las sem sucesso. Vivem inovando nas táticas de dispensar um cara inferior e depois rindo em banheiros femininos de como foi bom dispensar aquele "otário". Então porque quando um cara interessante as aborda elas olham pra você, ficam apenas sem jeito e esperam uma reação sua?

Sim, quando chega um cafajeste ou ator global, elas se derretem, deixam o cara assediá-las e acionam o conveniente botão do sexo-frágil pra fazer com que o namorado ou marido seja o cão de guarda e comece a brigar com outros por ela peito um pitbull amestrado.

Uma mulher que não esboça qualquer reação ao ser assediada está assinando um atestado de que gosta daquilo que ouve, sente e vê. Se um garanhão mexe com sua namorada e tudo o que ela faz é ficar sem jeito e olhar pra sua cara como que dizendo “Pega, Rex!”, tenho más notícias pra você. Você não é um homem honrado que defende a sua fêmea e sim um vira-lata amestrado pronto para servir.

Jamais permita que, devido ao apaixonamento, ela o transforme num cão de guarda. Exija que ela mesmo se defenda dos assédios AGORA assim como se defendia deles quando era solteira. Se ela for assediada e reclamar pra você, questione porque ela não se defendeu, e mostre profundo desgosto e desaprovação, revertendo assim o veneno contra ela. Será um golpe inesperado, pois o esperado era que você tivesse um ataque de ciúmes e a tratasse como uma princesinha indefesa. Com isso, você estará mostrando o que espera dela e fechando as portas para novas tentativas de transformá-lo num cãozinho adestrado.

QUANDO VOCÊ DEVE AGIR?

Há apenas uma exceção nesse caso: se alguém tentar tomar sua namorada/parceira à força contra a vontade dela ou se ela claramente o rejeitar e der-lhe um fora e mesmo assim o paspalho insistir e persegui-la.

Há um mito de que os namorados devem sempre defender suas namoradinhas indefesas de garanhões assediadores e que, se sua mulher transar com algum deles, a culpa é sua por não ter afastado o cara e "aberto concorrência". Não permita que isso aconteça com você, nem se transforme num vira-lata sarnento que passará o resto da vida defendendo uma mulher que está na posição de conforto apenas esperando ser assediada. Se fizer isso, um belo dia receberá um chapéu de corno e ela dirá que foi culpa sua pois não a protegeu e a "fila andou".

Honre suas bolas AGORA e mostre que é um homem honrado, e não um cão de guarda sarnento.

18 comments

J. Carls | 13 de dezembro de 2012 09:49

Perfeito isso era o que eu já pensava. E ainda por cima vemos em toda a mídia, cenas de filmes e séries, a doutrinação feminista tendencionando os caras a agir assim como cães adestrados. Ótimo post marquei com estrela no Reader.

Unknown | 13 de dezembro de 2012 13:01

Tem muito corno ofendido que fica rosnando pra todos que se aproximam, comete uma besteira, vai pra cadeia e sua bela dama "indefesa" seguirá sua vida com outros homens.

Sandro 13 de dezembro de 2012 13:10

É assim mesmo que funciona. Elas de bobas não tem nada. Eu já ouvi elas próprias falando em tom de desprezo de caras comuns que tentaram algo com elas. Debocham, riem e terminam com a reputação do cara. Elas espalham feito um vírus pra todas o fato do cara ser comum. É por isso que vemos milhões de homens rastejando pra achar uma namorada enquanto o cafajeste, o endinheirado, o bad boy tem mulher sobrando. E essa de provocar ciúmes pra esperar a reação do homem nem os alfas escapam

Anônimo 14 de dezembro de 2012 01:52

Uma coisa que me deixa puto é que há vários homens otários que querem dar uma de herói, defendendo as mulheres, quando as mulheres estão cagando e andando para os homens. Mulher quer mais que o homem se ferre. E outra, mulher brasileira tem nojo de homem brasileiro. Quando o homem brasileiro vai para fora do Brasil, ele fala bem da mulher brasileira, elogia, sente falta mesmo. Já a mulher brasileira quando vai para fora do país nem quer saber mais de homem brasileiro, pois no subconsciente dela o homem brasileiro é inferior. Daí a vadia latina começa a namorar um gringo e fica se achando a rainha e as outras brasileiras vadias pé rapadas ficam morrendo de inveja do tipo: "ai, e eu aqui tendo que me contentar com brasileiros...". E o homem brasileiro otário falando para todo mundo que a mulher brasileira é a melhor do mundo, enquanto que a mulher brasileira acha o homem brasileiro um bosta. Acordem para a realidade o bando de cornos otários. Vamos parar de ser idiotas e começar a esculhambar a mulher brasileira pois é isso que ela merece até que aprenda que nós não somos otários não.

Soldado | 14 de dezembro de 2012 23:00

Anônimo 14 de dezembro de 2012 01:52,

"Vamos parar de ser idiotas e começar a esculhambar a mulher brasileira pois é isso que ela merece até que aprenda que nós não somos otários não."

Uma coisa é não ser mangina (bajulador). O que você propõe (esculhambar a mulher brasileira) é polarização.

E os homens em geral são condicionados para serem paspalhos; é mais importante conscientizar os homens de sua paspalhice, do que tentar mostrar para as mulheres que os homens não são otários (quando a maioria dos homens é).

Anônimo 14 de dezembro de 2012 23:09

Acho que esse problema ocorre mais quando o casal vai para lugares podres, ruins, como boates, barzinhos zuados, e outras baladas muito populares onde geralmente a escória costuma ir. Eu me lembro uma vez que eu e mais um grupo de amigos fomos em um barzinho meia boca. No grupo tinha um casal. Chegamos no barzinho tosco e de cara eu já percebi que o lugar era meio que reduto de gente idiota. Mas enfim, sentamos lá e ficamos bebendo e conversando. No final da noite, 3 caras bebados mexeram com a namorada de um amigo nosso. A mesa toda foi para cima, mas os 3 caras estavam totalmente bebados, não estavam aquentando andar direito. Daí deixamos para lá. Mas foi nesse dia que eu percebi que dependendo do lugar, se voce for com a namorada, vai ter problema. Por isso que é bom sair para lugares mais tranquilos, pois lugares mais populares é geralmente reduto de escória.

Anônimo 5 de janeiro de 2013 17:52

Soldado, te mandei um email privado.
Dá uma olhada.
Abraço!

Soldado | 7 de janeiro de 2013 15:59

Sobre seu email, responderei em breve.

Camila 10 de janeiro de 2013 22:59

Acho muito errado mulherzinha indefesa. Tá certo que o homem tem que defender a gente as vezes mas eu pelo menos sou assim. Antes de alguém me defender, EU me defendo. Sempre foi assim e sempre será, com namorado ou sem, bateu levou!! Acho que a mulher não pode botar tudo nas costas do homem... Tem amiga minha que se alguém olha pra ela, sem nada demais mesmo, ela CUTUCA o namorado pra ele ir lá arrumar briga.

Post muito bom, parabéns!

Anônimo 28 de janeiro de 2013 04:42

Olá!

Bom post, mas eu gostaria de acrescentar uma recomendação que talvez não tenha ficado muito clara:

Acredito que o texto quis dizer que, que nós, mulheres, não devamos nos fazer de sonsas ao sermos desrespeitadas, não decorre que devemos entrar na "pilha" de babacas dando-lhes respostas provocativas, pois muitas vezes esta é a deixa que eles esperam para criar uma confusão, que pode resultar em prejuízos para nós e quem quer que esteja conosco (namorados e maridos inclusive).

Quer eu tenha entendido corretamente ou não, recomendo que seja feito sempre só o suficiente para se pôr fim ao desrespeito, por exemplo, abraçar seu companheiro se ele estiver com você (sinalizando a ele e a seus provocadores que você o valoriza demais para empurrá-lo em brigas idiotas com gente sem moral) e, principalmente, sair de perto SEMPRE.

Dito isto, umas aulas de defesa pessoal e primeiros socorros não fazem mal a um casal de bem, para as situações adversas das quais porventura não consigamos fugir tão facilmente. (:

Abraços,

E.

Anônimo 13 de fevereiro de 2013 21:56

Colegas, não sei como proceder, me auxiliem:

Suspeito que minha namorada, quando está comigo, fique olhando para outros caras. As vezes, creio que seja não por desejar me trair com ele, mas talvez por querer fazer aquele papel de "tenho namorado mas tô te dando mole".

Entretanto, não tenho provas concretas de que ela faz isso, então não posso acusar. Até porque isso soaria bem paranoico e possessivo.

Quero saber como devo proceder, não posso terminar com ela também sem uma confirmação.

Ajudem-me.

Soldado | 15 de fevereiro de 2013 18:36

Anônimo 13 de fevereiro de 2013,

Leia esse texto:
http://guiadoestudante.abril.com.br/aventuras-historia/mulher-cesar-nao-basta-ser-honesta-tem-parecer-honesta-433389.shtml

E veja esse texto do Silvio Koerich:
http://machismoesclarecido.blogspot.com.br/2012/07/os-cinco-jogos-emocionais-e-taticas.html

Anônimo 16 de fevereiro de 2013 18:10

Pois, eu vos pergunto:

A teoria de que "não basta a mulher de César ser honesta, ela tem que parecer honesta" não entra em conflito com a verdade doutrinária de que "mulher sempre gosta de verificar se ela permanece no mercado"?

Obrigado pelo auxílio.

Soldado | 17 de fevereiro de 2013 19:48

Anônimo 16 de fevereiro de 2013,

A teoria de que "não basta a mulher de César ser honesta, ela tem que parecer honesta" pode ser interpretada de mais de uma forma.

Uma das interpretações possíveis é: "se sua namorada age de forma EXTREMAMENTE suspeita, melhor terminar com ela, mesmo que você não confirme definitivamente essa suspeita."


"mulher sempre gosta de verificar se ela permanece no mercado"

Isso é comum, mas não acho que seja universal entre as mulheres.

Quando terminar com a namorada? Siga a "regra dos três S que não podem faltar num relacionamento": Sexo, Sossego e Sinceridade. Se sua namorada desrespeita você de qualquer maneira, ou cria infernos mentais causados pela dúvida, hora de terminar.

tarcisio americo | 12 de abril de 2013 18:28

Soldado fiquei com uma dúvida, eu não posso ser um cãozinho de guarda mas também não posso ser um paspalhão que os cara pode mexer e eu ficar de braços cruzados, quando isso acontecer eu devo dar um gelo na minha namorada e ignorar os engraçadões e colocar toda a culpa de ela que está dando mole? isso mesmo é o correto?

Obrigado cara aprendi a ser frio e tá dando muito certo.

Soldado | 18 de abril de 2013 15:16

tarcisio,

A regra é "Exija que ela mesmo se defenda dos assédios AGORA assim como se defendia deles quando era solteira".

"Há apenas uma exceção nesse caso: se alguém tentar tomar sua namorada/parceira à força contra a vontade dela ou se ela claramente o rejeitar e der-lhe um fora e mesmo assim o paspalho insistir e persegui-la."

Jonas 9 de março de 2014 23:55

Post importantíssimo! pois se fazer de indefesas é uma artimanha delas que põe em jogo nossa VIDA e nossa LIBERDADE! A maioria das encrencas são elas mesmas que provocam e sobra pro namorado otário resolver a parada. Elas sao tao mesquinhas q nunca moveriam uma palha pra defender um desconhecido em apuros, mas tem um monte de otarios presos na matrix que se metem a defender uma desconhecida encrencada, mesmo ela tendo todo o suporte das leis, e de delegacias especiais pra elas. Muitos já perderam a vida defendendo mulheres que estao ai curtindo, nem se lembram mais do otario-heroi-morto. Essa do sexo frágil é a maior lavagem cerebral que criaram!!

Postar um comentário