A fêmea feliz (ensaio de um Dominador)

| 12 comments
por Senhor Coltrane
Retirado d'A Casa Coltrane

Nota do Soldado: eu não tenho a foto que ele comenta nesse ensaio
SM = SadoMasoquismo


"Quando fores ao encontro de uma mulher, não esqueças o chicote"
(Frederich Nietzsche)

De todas as fotos de SM que vejo, as que mais gosto são as da mocinha acorrentada com sorriso nos lábios. São para mim as mais verdadeiras.

Não por consensualidade, ou por ser o "retrato de um momento mágico", ou nada dessas asneiras. Poderia ser outra, não precisa ser necessariamente uma escrava. O que me toca é ver ali uma fêmea realizada, como fêmea, no lugar onde seu inconsciente sempre sonhou: cativa de um macho alfa.

As mulheres são seres polares, oscilam entre dois pólos, um sublime e um profano. O sublime existe por sí só, e dispensa explicações. O profano sim, cavalheiros, é o que mais nos diz respeito. É aquele que nos afeta, nos atormenta, nos vence ou nos derrota - a opção é nossa. É o profano, em toda e qualquer mulher, o lado que nos diz respeito, aos homens.

É do lado profano feminino que nascem suas artimanhas, astúcias, seus jogos.


Foi um dia conhecido o fato de que o sexo ocupa um lugar prioritário muito mais para o homem, do que para a mulher. Hoje é politicamente incorreto afirmar isso, mas não nos enganemos: não é a toa que as fêmeas põem em secundário este item. Ele realmente é secundário, e sendo o nosso prioritário, é este o nervo por onde somos pegos sempre. Pobre do macho que não consegue submeter o sexo no feminino: precisa preparar-se para uma verdadeira ginástica para obter o direito aos prazeres.

Ginástica, sim. Quem sabe até uma maratona. A natureza feminina reservou aos machos mais aptos o direito de transmitir seus genes. Alguma dúvida? Porque o sexo é racionado no casamento?

A tendência feminina é assegurar, em primeira ordem, sua segurança e provisão. Uma vez obtida, o sexo, que é secundário, serve apenas para manutenção do enlace com o macho que se dispôs a ser sua contraparte. Se você se predispôs a ser cavalo de carga, pode apenas esperar um torrão de açúcar vez ou outra. Assegurado este enlace, ela se torna livre e segura para destinar seus tesouros aos machos de bons genes. E não conhecemos a mulher casada com um homem rico, que tem amantes mais jovens e menos abastados? Por quê ela destina o sexo mais selvagem a ele? Foi o marido quem colocou-se nesta posição. A velha brincadeira de que uma mulher precisa apenas de três animais, um jaguar para dirigir, um viado para se apoiar, um burro para pagar as contas, e um gato para transar, é triste mas verdadeira. Elas próprias fazem a brincadeira, e sim, quando rimos da piada junto, ela se torna duas vezes mais engraçada: nada como dizer uma verdade, e vê-la ganhar comicidade aos ouvidos do homem.

Os homens muitas vezes custam a aceitar isso. Tentamos entendê-las pela nossa lógica, simples e direta. Fracassamos por motivos naturais: não é possível entender de forma direta um ser de natureza contraditória e ilógica como a mulher.

Mas não sejam apressados ao me interpretar. Não estou fazendo uma apologia à promiscuidade masculina.

Nem tampouco condenando às mulheres à condição de seres das trevas. Como disse, elas possuem um outro pólo absolutamente sublime. Mas é justamente o plano profano aquele com o qual mais nos relacionamos. O plano sublime, a maternidade, está reservado aos filhos, meus caros. É o desígnio feminino: o homem quer transmitir, a mulher, criar. Seu melhor é para a cria, não para o parceiro. Um homem pode fecundar inúmeras mulheres em um ano. Já uma mulher pode ser fecundada apenas uma vez por ano, e adicione-se um período de amamentação de um ano e meio. Todo este dispêndio reprodutivo a programou naturalmente para ser cruelmente seletiva. Não é qualquer um que serve, os óvulos são caros, dão trabalho, e não podem se dar o luxo de abrigar os genes de qualquer um e errar demais em suas escolhas.

Para a maternidade, procuram os melhores exemplares da espécie. Os melhores a que podem ter acesso. A maternidade tem no sexo o meio, a transmissão de genes tem no sexo um fim, e daí a prioridade do sexo ser mais masculina do que feminina.

Somos testados constantemente. Sim, estamos sendo observados a cada gesto. A cada "sim" e a cada "não". A cada êxito, e cada atitude vacilante, e é ali que se informa que tipo de macho você é.

O principal ponto por onde o homem é aprisionado, é na sua necessidade de sexo. Os meios, suas carências. O homem acredita possível ter seu amor retribuído com amor em uma troca justa e direta. É pela ilusão de que pode ser direto que é pêgo. Exemplos são fartos, desde o marido dedicado e democrático que é negado aos prazeres, ao amigo confidente sem chances de obter o que deseja (vulgo "amigo fofo").




Mas por que a moça da foto sorri tanto? O que a agrada em ter sido subjugada? Ela encontrou seu macho à altura, e finalmente foi feita cativa. Porque não, podemos abstrair as correntes, e aplicar perfeitamente como metáfora, às relações baunilhas.

O referido homem foi capaz de vencer uma guerra que a fêmea desejava perder, ainda que perdesse as estribeiras, reclamasse, julgasse a si mesma mal amada, e tentasse cada vez com mais fúria virar o jogo. A mulher é o peixe mais difícil de se pescar.

Não é a toa que elas preferem os cafajestes. Eles gozam de independência sentimental. Não são aprisionáveis. Não se vergam. Não nasceram para cavalo de carga de mulher alguma. Mas imagino que o leitor não queira ser um cafajeste, queira realmente ter os tesouros de uma única mulher. Ou duas, quem sabe três únicas mulheres. Não há mal nisso. O primeiro passo, é acordar para a sua realidade, já que você escolheu uma das coisas mais difíceis que existem. Se você prefere a inocência e a ilusão dos sonhos românticos, sugiro que monte quebra-cabeças, escreva poemas, ou namore homens. Se não quiser ser um jogo na mão de uma mulher, precisará encarar algumas verdades, e ter estômago para isso.
Em primeira instância, esqueça a retribuição incondicional do amor. As mulheres desconhecem isto. Seu amor incondicional é para seus filhos, e não seus amantes. Nos amantes ela procura segurança e bons genes.

O leitor por acaso já viu alguma mulher compadecer-se com sinceridade de alguém que suicida-se por amor? Não. Este pobre diabo apenas assinou seu atestado de inepto, e sendo assim, mereceu o fim que teve. Quem gosta de mártires são homens. Eles são broxantes para as mulheres. Repetindo: se o amor incondicional feminino está reservado à cria, não tente ser o filho dela. Ela não quer você para filho, mas para homem. O sublime feminino não está reservado a você, e sim, o profano.




O sucesso do cafajeste deve-se ao fato de ser indomável. A mulher entende a conversão do cafajeste em homem fiel como prova de amor, e muitas inclusive tentam converter este ser indomável. O homem domável serve apenas para lhe prover. Não é preciso grandes esforços da parte dela para manter-lhe feliz, e pasmem, quem colocou desta forma é precisamente o homem que aceitou a doma. O amigo "cara legal", "fofo", "bom ouvinte" jamais consegue comer a sua amiga exatamente por isso: ele oferta a proteção e segurança emocional sem pedir nada em troca. Logo, não precisa ser pago... ele ofertou de graça, não? Ofertou. Se quiser o melhor dela, vai ter de dominá-la. Ou contentar-se com migalhas. O sexo e o carinho dados ao homem bondoso normalmente são migalhas e lixo, comparado ao que ela destina ao cafajeste.

Um homem se torna domável sempre que cede aos jogos femininos. Os jogos femininos baseiam-se basicamente em aproximação/afastamento, causar confusão mental, e tortura emocional. Por serem mais fracas fisicamente, a evolução as obrigou a refinar as artes quiméricas. Vamos discorrer sobre estes jogos. Lembre-se: no fundo, o que ela realmente deseja, é perder. Mesmo que morra negando. Aliás, negar é o que melhor fazem as mulheres. Ela quer que você seja este macho, e se você não for, ela procurará outro. Afinal... quem não quis ganhar foi você, paciência. A escolha foi toda sua.

Os jogos de aproximação/afastamento baseiam-se em atrair o macho, e então o repelir. Estes jogos são constantes, e visam, através do seu desejo, lhe manter em órbita dela. A mulher é imensamente mais paciente que o homem, e sabe disso. A sua capacidade em destruir estes jogos é que vai definir o seu sucesso. Como reagir aos jogos femininos? Desmantelando-os. Em primeiro lugar, não a perseguindo. É o que ela espera, que você a persiga, torne-se impaciente, e quanto mais impaciente ficar, mais a perseguirá, e mais disposto a barganhar estará, para finalmente dar fim à expectativa. Não permita que ela comece este processo: não a persiga. Não a olhe constantemente. Não repare em suas pernas, rosto, etc. Ela tem visão periférica, e sabe quando você, que tem visão focal, a está olhando. O seu desejo é a isca, e tão logo morda, ela começará o jogo de puxar e soltar a linha, até que você canse. Espere até que ela, cansada de você não morder a linha para que ela puxe, comece a lhe encarar. Vença pela superioridade.

Nada enfurece mais uma mulher do que não sentir-se notada. Quando você não morder a isca, induzirá um desequilíbrio e confusão nela. É um ótimo momento para abordá-la, primeiro, cumprimentando-lhe. A mulher gosta de conversar olhando para cima, nunca para baixo, então faça isso de forma segura e dominante. Você terá escapado do jogo inicial, e começado a invadir o espaço pessoal dela. Você agora se aproximou, e tecnicamente, cumpriu com uma etapa do jogo dela, a menos que... não permita que ela se afaste. Como? Afastando-se primeiro. Tome a iniciativa de encerrar a conversa sempre, tirando dela o domínio sobre a duração do contato.

Estes jogos desenrolam-se não apenas em contatos iniciais, mas também em relações com anos de duração. Enquanto relacionar-se com mulheres, você estará exposto a estes jogos, até o final dos seus dias. Não é prioridade da fêmea estar sempre acessível, cabe a você criar este acesso, principalmente, não deixando a comando dela a decisão sobre os intercursos e sua duração. Você é o homem, é você que dita as regras. E só ditará, se tiver capacidade para isso. Elas não fazem por mal, é sua natureza ser assim. Um macho forte o é em cada momento, não permitindo por vias indiretas que ela comande, não permitindo que se afaste. E principalmente, não a priorizando.

Repare que as mulheres que tomam iniciativa são sempre as mais feias. Não possuem atrativos físicos consistentes para empregar jogos de aproximação seguido de afastamento, pois perderiam a "caça". Logo não lhes resta opção senão serem mais indulgentes. A segurança feminina que acontece a partir dos trinta e cinco também obedece a mesma lógica: ela não tem mais tempo para jogos. Seu relógio reprodutivo lhe cobra pressa, e é apenas assim que elas abrem mão dos jogos de aproximação/afastamento. Mas você não precisa limitar-se a este público, a menos que tenha preferência por ele. Estes jogos são "peneiras", onde se separam os machos fracos dos fortes. Os fracos as perseguirão, usando desde insistência inabalável, a até mesmo pieguice romântica. Não sendo fortes, é o recurso que lhes restou. Observe em um encontro social ou festa, como é normal que uma fêmea lhe encare fortemente, para então lhe rejeitar quando se aproxima. Isso lhe reforça a auto estima. Observe também como reclamam dos insistentes e dos que precisam beber para terem coragem. Estão reclamando de estarem atraindo machos fracos, assim como um pescador aborrece-se de pescar peixes pequenos seguidamente.

Não aborde uma mulher bêbado. Não a persiga. Não insista demais: você está dando autoridade a ela desta forma. Um macho que valha a pena, sabe-se um item raro. Trata-se como uma preciosidade. Lembre-se que existem três bilhões de mulheres na terra, mas pouquíssimos homens interessantes. Valorize-se.




As confusões mentais baseiam-se em sofismas empregados por frases e gestos que não dizem a mesma coisa. Anos de repressão patriarcal obrigaram a mulher em sua evolução a mesclar mentiras e verdades em sua fala, uma vez que sua sinceridade era coibida. Agora colhemos os frutos da burrice de nossos antepassados, e seremos forçados a destrinchar com muito mais perspicácia a comunicação feminina. Um sofisma é uma afirmação de lógica falaciosa, algo como "é dos carecas que elas gostam mais, logo, não gostam dos que têm cabelos". É um exemplo de sofisma.

Em primeiro lugar, jamais julgue uma mulher pelas suas palavras. Julgue apenas por seus atos. Ela jamais lhe deixará decidir se é uma santa ou uma vadia, enquanto você a julgar com os ouvidos. É com palavras que ela tentará lhe ludibriar.

Exemplo prático: sua parceira está derretendo-se em atenções excessivas a outro macho no ambiente. Caso você a interpele, ouvirá que está sendo bobo e ciumento, inseguro quanto ao outro macho. Muitos homens engoliriam a seco, sem notar o sofisma: não é o outro macho que está lhe incomodando, e sim a postura DELA. Se você tomar a afirmativa dela como apaziguamento, terá caído no sofisma, e inclusive a estará encorajando a lhe trair. A solução pode ser uma de duas: comunique UNILATERALMENTE seu repúdio à atitude dela, e informe (sem margem para argumentação), que ela lhe está dando o direito de proceder da mesma forma com as outras fêmeas. Ou, ponha-a em contato mais profundo com o seu concorrente: isso a deixará perplexa, e tão logo você não se importe com o outro macho, ele também perderá o interesse para ela. Ela foi indiferente a você ao dedicar tanta atenção ao outro macho, logo, seja indiferente a ela. Ela fez o jogo assim, você apenas está jogando. Se você perder, perde a ela também. Se você percebeu estas atenções, é por que sim, elas existem. E você não vai obter dela uma confirmação verbal disso. Ela negará veementemente.

Importantíssimo: nunca discuta. Mulheres não são propensas a admitir verbalmente suas artimanhas. Cabe a você detectá-las, e desarmá-las. Lembre-se que o jogo foi criado por ela, você não tem escolha a não ser jogar. Ou perder.

As torturas emocionais são jogos baseados em nossas carências. Tão logo conheça a extensão de suas fraquezas, ela vai usá-las para lhe distrair a racionalidade. Não é impressionante como elas nos encorajam a demonstrá-las, dizendo que um homem de verdade é aquele que admite suas fraquezas? Pois saiba que tão logo as demonstre, você se tornará manipulável. Deixe a crença na franqueza com as mulheres para os tolos e fracos. São incapazes de acreditar que as mulheres são seres indiretos, subliminares, e evasivos. E por isso é que são tolos. E por isso que as perdem. Esse é perfeito candidato a cavalo de carga, ou "amigo fofo". Ou namorado fofo. Um projeto de corno, que se recusa a perceber o caráter feminino implacável e impiedoso, derivado de seu lado animal: o profano. Dizem que a melhor mentira que o Diabo já contou, foi convencer o mundo de que não existia. A melhor mentira do feminino, foi convencer o masculino de que seu lado profano não existe. Pense nisso. E preste atenção aos cafajestes: pegue seu melhor, e dispense suas fraquezas. A verdadeira força de um homem consiste em não precisar ser um cafajeste para conseguir o acesso aos tesouros femininos: o carinho, amor e o sexo.




A liberdade feminina é relativa. Todas as posturas que ela adota lhe são benéficas. Mas você é uma raridade de homem, lembra? Então as liberdades que ela toma, que a façam lhe perder, são maléficas por conseguinte. Nem sempre proibir é o caminho apropriado, em se tratando de qualquer mulher. Algumas são mais domáveis que outras, e nenhuma é 100% domável. Quando menos domável uma mulher pela via direta, mais domável ela é pela via oposta. Use os comportamentos maléficos dela a seu favor, permitindo que ela os cometa, ou em casos extremos até mesmo incentivando, e deixe que as consequências de seus atos recaiam sobre si. Quando ela resolver usar uma saia muito curta, ou decote muito aberto, e não for o caso de proibir, incentive-a a errar, dizendo que a saia está muito comprida ainda, ou o decote está muito fechado. Ao sentir que se aproxima do exagero, ela há de retroceder. Especialmente porque você a empurrou para este lado.

Você estará domando uma mulher indomável pela via indireta, quando não puder domar pela via direta. Como disse, a liberdade feminina é relativa. A moça da foto não está sorrindo? Está, pois está impedida de atentar contra si mesma. Não permita que isso aconteça, e domine-a para o bem dela. Se ela não retroceder no decote, ou no comprimento da saia como no exemplo, mude de mulher. Você acaba de descobrir que esta em especial não presta, seja por falta de caráter, seja por falta de inteligência. Tenha em mente que ela não vai errar por ingenuidade, ainda que afirme que aumentou o decote imaginando que estaria lhe agradando. Se reduziu o decote, foi por temer lhe desagradar. Se não o reduziu, é porque não lhe levou em conta.


O que precisa um homem:

1) Seja firme e suave: não vacile em suas posições, e não torne-se agressivo. Ser macho não é ser violento, é ser viril. Um macho legítimo jamais agride uma fêmea, seja física, seja moralmente;

2) Não peça. Quem pede a uma mulher, são seus filhos. Seja hábil, e consiga o que quer pela astúcia;

3) Seja, e pareça superior. Mulheres detestam conversar olhando para baixo, preferem olhar sempre para cima;

4) Não tenha medo de perdê-la. O seu medo é o que torna isso verdadeiro, e algumas fêmeas sim, você vai perder, e deve saber lidar com isso;

5) Não se apaixone. Ame intensamente, mas com um distanciamento saudável. O amor recíproco não é material, não conte com esta possibilidade. Os jogos não cessarão jamais, ainda que ela lhe ame. É da natureza feminina, e ou você aceita isso, ou...

6) Seja indiferente a seus apelos. Premie os bons comportamentos, castigue os maus (e isso não se resume a açoitamentos) mas jamais ceda a chantagens emocionais;

7) Não se polarize em indiferença, nem em amabilidade. Qualquer dos dois polos o fará perde-la. Alterne sempre, sempre menos em amabilidade, mas não seja apenas indiferença. Prefira ser temido do que amado;

8) Não se preocupe em ser engraçado, exceto raramente. Se ela quiser um comediante, que pague por um. Ouça algumas vezes, mas não sempre. Se ela quiser um psicólogo, que pague por um. Deu para pegar o espírito? Os seus "serviços gratuitos" lhe dão o caráter de escravo. Use seus atributos em vista de compensações, e como forma de prêmio, nunca de oferta;

9) Não discuta. Pela via da argumentação, ela vai lhe vencer, porque é mais hábil na linguagem do que você. Julgue, e então proceda baseado em seu julgamento. E julgue pelos atos, NUNCA, JAMAIS pelas palavras;

10) Adestre-a. Mesmo baunilhas. A sua proteção tem um preço, e por mais cruel que isso soe, lembre-se que o acesso aos tesouros femininos TAMBÉM tem seu preço.


Seja seletivo em suas iniciativas. Cada atitude feminina é passível de prêmio, ou castigo. As demais, indiferença. Tal qual se adestra um animal irracional, premie nela os atos que lhe agradam. Ensine a ela como você merece ser tratado, selecionando o que é merecedor de aprovação, e pague sempre as atitudes dela com atitudes suas correspondentes. Seja seu espelho: quando ela agir mal com você, castigue. Puna com indiferença ou reprovação. Quando agir bem, premie.

Sua masculinidade é seu bem mais precioso. "Seja mais temível do que amável, mais frio do que carinhoso, mais distante do que próximo. Ainda assim, seja sempre misterioso, protetor e dominador. Obviamente, nunca deixam de estropiá-la com sexo intenso. (N. Alita)". Se os príncipes encantados servem para casar, não é por menos. Já reparou como o príncipe encantado dos contos de fadas nunca tem nome? Ele se chama apenas "príncipe". O seu nome sequer interessa, conquanto ele resolva os problemas da donzela sempre.
Ah... a donzela sempre tem nome.

Procure ser fascinante, protetor, firme, seguro, independente emocionalmente e financeiramente, distante, misterioso, amável, indomável, e ao mesmo tempo indiferente, absoluto, resoluto e parcial. Seja dono se si. Não é sua obrigação prover a satisfação dos dois lados: cada um cuida da sua, e ela está cuidando da dela sempre. Santidade e Homem são palavras que não combinam.

Fazemos isso para sermos maus? De modo algum! As amamos. E as queremos ao nosso lado. Não se ouviu um único homem falar que vive sem mulheres, e no entanto, é famosa e repetida a frase da Madonna, de que "depois que inventaram o vibrador, os homens servem apenas para cortar grama". Elas vivem sem nós, nós não vivemos sem elas, e precisamos assumir esse fato. Não significa contudo ser seu joguete. O ingênuo sempre é mau, e por isso se diz que de boas intenções o inferno está cheio. Seja bom, mas seja homem.

O senso comum diz o tempo inteiro que as mulheres são delícias sublimes. E que não se pode criticar, ou reconhecer um lado mau naquilo que é uma delícia. Isso é uma apologia à irracionalidade, propagado principalmente por feministas. Não há no mundo aquilo que não tenha um lado negro, e não há no mundo aquilo que não seja passível de crítica.




É por jogar consciente, e saber driblar os jogos femininos, que poderemos amá-las sem perdê-las. E sem que a natureza feminina nos faça perdê-las, e elas a nós. Olhe como a moça da foto está feliz: ela finalmente perdeu, e teve seus jogos derrubados. Não pense você que a mulher amarga, é a mulher dominada: muito pelo contrário. A imagem em si é uma metáfora da Fêmea Feliz.

Existem mais decorrências, mas este texto não se presta à categoria de trabalho científico, ainda que seja pautado em algum empirismo.

Já de antemão descarto eventuais manifestações de repúdio feminino a este conteúdo: se incomodam, é sinal de que estas idéias possuem alguma validade. Igualmente descarto manifestações de repúdio masculino: se o aqui escrito lhe é inconcebível, pouco posso fazer senão lamentar pela sua ingenuidade. E a quem desejar me rotular de machista, me adianto: sim, eu sou, e não perca seu tempo afirmando o óbvio.

Senhor Coltrane.

Referências Bibliográficas:
* Como Lidar Com As Mulheres - Nessahan Alita
* O Profano Feminino - Nessahan Alita
* A Arte da Prudência - Baltazar Gracián
* O Príncipe - Niccola Machiavelli

5 fraquezas que o homem deve evitar demonstrar: a farsa da sensibilidade feminina

| 25 comments
por Silvio Koerich
Backup do blog do Silvio por Soldado


Do alto da minha extrema virilidade, e do alto da minha incrível habilidade em relacionamentos (sou o mestre da real), um dos erros que mais vejo os homens cometerem é EXIBIR FRAQUEZAS pras mulheres, sejam suas namoradas, esposas e até mesmo colegas de trabalho e amigas.

Os homens são criados com a ilusão de que as mulheres são mais sensíveis, confiáveis, que ouvem mais, que são mais corretas. Isso é uma BAITA mentira. O sexo feminino é MAIS predatório e cruel com atos de fraqueza do que os homens. Elas NÃO toleram e tem NOJO de homens que exibem fraqueza, vulnerabilidades e problemas.

Não é de se surpreender, pra reforçar a realidade, que é exatamente quando o homem está POR BAIXO, ou seja, em momentos de fraqueza, seja pessoal (desemprego, falência) quanto momentos pequenos de tristeza (chorar) que elas ABANDONAM os homens.

Eu vou te dar aqui uma lista de fraquezas que tu não podes exibir NUNCA na frente das mulheres. As consequências de demonstrar? No final eu te digo.

1- CHORAR

Nunca, mas NUNCA, NUNCA chore na frente de uma mulher. É o maior erro que um homem pode cometer. As mulheres tem PAVOR de homem chorando, sofrendo. Elas ficam incomodadas, com nojo, não sabem lidar e após uma crise de choro na frente da tua esposa ou namorada, pode esperar que relação irá mudar com menos sexo, respeito e até te evitar ela vai.

2- DEMONSTRAR QUE ESTÁ TRISTE

As mulheres são banais. Só pensam em banalidades, só falam amenidades, festas e compras. Não é à toa que alfas e cafas se dão bem na conversa com elas porque como são tão banais quanto elas, conseguem conversar sobre idiotices cotidianas com extrema habilidade. As mulheres odeiam ver um homem com cara fechada e triste. Elas não irão lá te acudir ou perguntar se está tudo bem seu chorão de merda. Elas irão se afastar de ti se tu ficares mais de algumas horas neste estado e já procurarão um macho mais animado.

3- TER MUITOS PROBLEMAS PESSOAIS E COMENTAR DELES

Eu sei que elas dizem que querem um “companheiro” para compartilhar as “alegrias e dores”. Isso só é verdade pra QUANDO ELAS ESTÃO COM PROBLEMAS. Aí elas querem alguém pra ouví-las e ajudá-las. Mas quando é o contrário… Elas ficam apavoradas e desconsertadas quando o homem quer desabafar de seus problemas, ou exibe uma fase ruim na vida. Elas foram criadas desde a idade da pedra a terem machos ao seu redor as ouvindo e paparicando. Elas pensam que os homens estão sempre lá pra ajudá-las, que homem que reclama e tem problema é FRACO, BUNDÃO, MOLENGA e CHATO. Evite sempre conversar de problemas ou querer desabafar com sua namorada. Comente por cima e corte o assunto porque ela vai te achar um merda chato problemático na hora. Elas são péssimas ouvintes e acham que os homens são descartáveis.

4- PROBLEMAS FINANCEIROS E DESEMPREGO

Estas 2 questões são disparadas as maiores causas de divórcio, término de namoros e falta de sexo por parte das mulheres. Elas maltratam, reclamam, ficam putas, consideram o cara automaticamente fracassado por ter problema financeiros ou perder o emprego. A mulher, em qualquer relacionamento por mais que ganhe dinheiro e trabalhe, tem o homem como colchão financeiro, principalmente as casadas. Elas sabem que se der merda nas suas contas ou perderem o emprego, podem contar com o marido. Mas o contrário NÃO. Elas tem um pavor tão gigante de homens que perdem o emprego ou com finanças fracas ou ruins que elas começarão a te maltratar e reclamar pra que tu rebatas de volta e assim elas tenham um motivo pra sair da relação. O sexo, esqueça, acabará. Elas não conseguem transar com desempregados. O foda é que pra evitar estes 2 problemas não tem como esconder isso dela. O que eu digo pra ti é, PREPARE-SE para o pior.

5- DEMONSTRAR EMOÇÕES EM FILMES, OUTROS

Uma vez eu estava viajando de ônibus. Vi um casal no banco do lado. Estava passando um filme na televisão. Era uma história de um rapaz que era criado por um velho. O final do filme tem lá uma lição de vida tal e aquela apelação de sempre de hollywood com as musiquinhas tristes etc.

Quando olho pro lado no final do filme, o débio mental do homem estava CHORANDO. E a mulher (eu sou especialista em identificar reações femininas) estava um pouco sem graça, com um sorriso pequeno no rosto, evitando olhar pro homem.

Alguém poderia dizer que “ela deveria abraçá-lo, ou achar bonito que um homem achou o filme emocionante e chorou”. Afinal é o que provavelmente em 99% dos casos UM HOMEM faria, ele iria abraçar a mulher até pelo nosso senso de proteção que sempre temos em relação as mulheres.

O KARALHO que ela fez isso. Ela o evitou o resto da viagem, não o tocando e conversando como se fosse um conhecido, foi ao banheiro, na parada da viagem evitou dar as mãos pra ele (ele tentou). É isso aí. NUNCA demonstre emoções muito afloradas pras mulheres em QUALQUER situação que não envolve a morte de algum parente querido. Sério, é pedir pra acabar com o relacionamento.
_______________________

Agora, seu merdalhão pau no cu, que fica aí acreditando na bondade do sexo feminino e INSISTINDO em erros que eu já DISSE que é errado, eu vou te dizer as consequências de demonstrar fraqueza pra elas:

Primeiro elas perdem total tesão e vontade de transar. Algo nelas muda. Mulher se atrai por força física, força mental, superioridade. Se ela te vê com fraquezas que ela enxerga como femininas, BUM, lá se vai aquela diferença homem-mulher que é o que causa atração sexual.

Segundo, elas NÃO são mais sensíveis que os homens. Por uma questão instintiva, onde elas SEMPRE ao longo da história escolheram os machos mais fortes, altos e grandes, elas tem a rejeição, nojo, repúdio a atos de fraqueza ARRAIGADOS no cérebro delas. Elas não perdoam atos de fraqueza e vulnerabilidade num homem.

E terceiro que elas nos têm como a parte forte da relação, POR MAIS INDEPENDENTE que elas digam que são. Elas não têm motivo pra ficar com um homem que é mais fraco mentalmente (e fisica) do que elas. Simplesmente não é uma relação homem-mulher.

Esse post foi do Kacete, e agora, sempre evite atos de fraqueza e vulnerabilidade. Quer uma “companheira”, “quer ser você mesmo” numa relação? Ok. Mas depois não me vem chorar que ela te traiu com um traste ou deixou de transar contigo como fazia. 

Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica

| 11 comments
por Adolar Gangorra
Título original: Legião Urbana - Eduardo e Mônica, Uma Análise Psico-Neurótica
Retirado de whiplash.net

A música Eduardo e Monica da banda Legião Urbana esconderia uma implicância com o sexo masculino?
O falecido Renato Russo era, sem dúvida, um ótimo músico e um excelente letrista. Escreveu verdadeiras obras de arte cheias de originalidade e sentimento. Como artista engajado que era, defendia veementemente seus pontos de vista nas letras que criava. E por isso mesmo, talvez algumas delas excedam a lógica e o bom senso. Como no caso da música Eduardo e Mônica, do álbum "Dois" da Legião Urbana, de 1986, onde a figura masculina (Eduardo) é tratada sempre como alienada e inconsciente, enquanto a feminina (Mônica) é a portadora de uma sabedoria e um estilo de vida evoluidíssimos. analisemos o que diz a letra.
Logo na segunda estrofe, o autor insinua que Eduardo seja preguiçoso e indolente (Eduardo abriu os olhos mas não quis se levantar; Ficou deitado e viu que horas eram) ao mesmo tempo que tenta dar uma imagem forte e charmosa à Mônica (enquanto Mônica tomava um conhaque noutro canto da cidade como eles disseram). Ora, se esta cena tiver se passado de manhã como é provável, Eduardo só estaria fazendo sua obrigação: acordar. Já Mônica revelaria-se uma cachaceira profissional, pois virar um conhaque antes do almoço é só para quem conhece muito bem o ofício.

Mais à frente, vemos Russo desenhar injustamente a personalidade de Eduardo de maneira frágil e imatura (Festa estranha, com gente esquisita). Bom, "Festa estranha" significa uma reunião de porra-loucas atrás de qualquer bagulho para poderem fugir da realidade com a desculpa esfarrapada de que são contra o sistema. "Gente esquisita" é, basicamente, um bando de sujeitos que têm o hábito gozado de dar a bunda após cinco minutos de conversa. Também são as garotas mais horrorosas da via-láctea. Enfim, esta era a tal "festa legal" em que Eduardo estava. O que mais ele podia fazer? Teve que encher a cara pra agüentar aquele pesadelo, como veremos a seguir.
Assim temos (- Eu não estou legal. Não agüento mais birita). Percebe-se que o jovem Eduardo não está familiarizado com a rotina traiçoeira do álcool. É um garoto puro e inocente, com a mente e o corpo sadios. Bem ao contrário de Mônica, uma notória bêbada sem-vergonha do underground.
Adiante, ficamos conhecendo o momento em que os dois protagonistas se encontraram (E a Mônica riu e quis saber um pouco mais Sobre o boyzinho que tentava impressionar). Vamos por partes: em "E a Mônica riu" nota-se uma atitude de pseudo-superioridade desumana de Mônica para com Eduardo. Ela ri de um bêbado inexperiente! Mais à frente, é bom esclarecer o que o autor preferiu maquiar. Onde lê-se "quis saber um pouco mais" leia-se" quis dar para"! É muita hipocrisia tentar passar uma imagem sofisticada da tal Mônica.
A verdade é que ela se sentiu bastante atraída pelo "boyzinho" que tentava impressionar"! É o máximo do preconceito leviano se referir ao singelo Eduardo como "boyzinho". Não é verdade. Caso fosse realmente um playboy, ele não teria ido se encontrar com Mônica de bicicleta, como consta na quarta estrofe (Se encontraram então no parque da cidade A Mônica de moto e o Eduardo de camelo). Se alguém aí age como boy, esta seria Mônica, que vai ao encontro pilotando uma ameaçadora motocicleta. Como é sabido, aos 16 (Ela era de Leão e ele tinha dezesseis) todo boyzinho já costuma roubar o carro do pai, principalmente para impressionar uma maria-gasolina como Mônica.
E tem mais: se Eduardo fosse mesmo um playboy, teria penetrado com sua galera na tal festa, quebraria tudo e ia encher de porrada o esquisitão mais fraquinho de todos na frente de todo mundo, valeu?
Na ocasião do seu primeiro encontro, vemos Mônica impor suas preferências, uma constante durante toda a letra, em oposição a uma humilde proposta do afável Eduardo (O Eduardo sugeriu uma lanchonete Mas a Mônica queria ver filme do Godard). Atitude esta, nada democrática para quem se julga uma liberal.
Na verdade, Mônica é o que se convencionou chamar de P.I.M.B.A (Pseudo Intelectual Metido à Besta e Associados, ou seja, intelectuerdas, alternativos, cabeças e viadinhos vestidos de preto em geral), que acham que todo filme americano é ruim e o que é bom mesmo é filme europeu, de preferência francês, preto e branco, arrastado para caralho e com bastante cenas de baitolagem.
Em seguida Russo utiliza o eufemismo "menina" para se referir suavemente à Mônica (O Eduardo achou estranho e melhor não comentar. Mas a menina tinha tinta no cabelo). Menina? Pudim de cachaça seria mais adequado. Ainda há pouco vimos Mônica virar um Dreher na goela logo no café da manhã e ele ainda a chama de menina? Além disto, se Mônica pinta o cabelo é porque é uma balzaca querendo fisgar um garotão viril. Ou então porque é uma baranga escrota.
O autor insiste em retratar Mônica como uma gênia sem par. (Ela fazia Medicina e falava alemão) e Eduardo como um idiota retardado (E ele ainda nas aulinhas de inglês). Note a comparação de intelecto entre o casal: ela domina o idioma germânico, sabidamente de difícil aprendizado, já tendo superado o vestibular altamente concorrido para Medicina. Ele, miseravelmente, tem que tomar aulas para poder balbuciar "iéis", "nou" e "mai neime is Eduardo"! Incomoda como são usadas as palavras "ainda" e "aulinhas", para refletir idéias de atraso intelectual e coisa sem valor, respectivamente.
Na seqüência, ficamos a par das opções culturais dos dois (Ela gostava do Bandeira e do Bauhaus, De Van Gogh e dos Mutantes, De Caetano e de Rimbaud). Temos nesta lista um desfile de ícones dos P.I.M.B.A., muito usados por quem acha que pertence a uma falsa elite cultural. Por exemplo, é tamanha uma pretensa intimidade com o poeta Manuel de Souza Carneiro Bandeira Filho, que usou-se a expressão "do Bandeira". Francamente, "Bandeira" é aquele juiz que fica apitando impedimento na lateral do campo. O sujeito mais normal dessa moçada aí cortou a orelha por causa de uma sirigaita qualquer. Já viu o nível, né? Só porra-louca de primeira. Tem um outro peroba aí que tem coragem de rimar "Êta" com "Tiêta" e neguinho ainda diz que ele é gênio!
Mais uma vez insinua-se que Eduardo seja um imbecil acéfalo (E o Eduardo gostava de novela) e crianção (E jogava futebol de botão com seu avô). A bem da verdade, Eduardo é um exemplo. Que adolescente de hoje costuma dar atenção a um idoso? Ele poderia estar jogando videogame com garotos de sua idade ou tentando espiar a empregada tomar banho pelo buraco da fechadura, mas não. Preferia a companhia do avô em um prosaico jogo de botões! É de tocar o coração. E como esse gesto magnânimo foi usado na letra? Foi só para passar a imagem de Eduardo como um paspalho energúmeno. É óbvio, para o autor, o homem não sabe de nada. Mulher sim, é maturidade pura.
Continuando, temos (Ela falava coisas sobre o Planalto Central, Também magia e meditação). Falava merda, isso sim! Nesses assuntos esotéricos é onde se escondem os maiores picaretas do mundo. Qualquer chimpanzé lobotomizado pode grunhir qualquer absurdo que ninguém vai contestar. Por que? Porque não se pode provar absolutamente nada. Vale tudo! É o samba do crioulo doido. E quem foi cair nessa conversa mole jogada por Mônica? Eduardo é claro, o bem intencionado de plantão. E ainda temos mais um achincalhe ao garoto (E o Eduardo ainda estava no esquema escola - cinema - clube - televisão). O que o Sr. Russo queria? Que o esquema fosse "bar da esquina - terreiro de macumba - sauna gay - delegacia"?? E qual é o problema de se ir a escola?!?
Em seguida, já se nota que Eduardo está dominado pela cultura imposta por Mônica (Eduardo e Mônica fizeram natação, fotografia, teatro, artesanato e foram viajar). Por ordem:
1) Teatro e artesanato não costumam pagar muito imposto.
2) Teatro e artesanato não são lá as coisas mais úteis do mundo.
3) Quer saber? Teatro e artesanato é coisa de viado!!!
Agora temos os versos mais cretinos de toda a letra (A Mônica explicava pro Eduardo Coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar). Mais uma vez, aquela lengalenga esotérica que não leva a lugar algum. Vejamos: Mônica trabalha na previsão do tempo? Não. Mônica é geóloga? Não. Mônica é professora de química? Não. A porra da Mônica é alguma aviadora? Também não. Então que diabos uma motoqueira transviada pode ensinar sobre céu, terra, água e ar que uma muriçoca não saiba?
Novamente, Eduardo é retratado como um debilóide pueril capaz de comprar alegremente a Torre Eiffel após ser convencido deste grande negócio pelo caô mais furado do mundo. Santa inocência... Ainda em (Ele aprendeu a beber), não precisa ser muito esperto pra sacar com quem... é claro, com a campeã do alambique! Eduardo poderia ter aprendido coisas mais úteis, como o código morse ou as capitais da Europa, mas não. Acharam melhor ensinar para o rapaz como encher a cara de pinga. Muito bem, Mônica! Grande contribuição!
Depois, temos (deixou o cabelo crescer). Pobre Eduardo. Àquela altura, estava crente que deixar crescer o cabelo o diferenciaria dos outros na sociedade. Isso sim é que é ativismo pessoal. Já dá pra ver aí o estrago causado por Mônica na cabeça do iludido Eduardo.
Sempre à frente em tudo, Mônica se forma quando Eduardo, o eterno micróbio, consegue entrar na universidade (E ela se formou no mesmo mês em que ele passou no vestibular). Por esse ritmo, quando Eduardo conseguir o diploma, Mônica deverá estar ganhando o seu oitavo prêmio Nobel.
Outra prova da parcialidade do autor está em (porque o filhinho do Eduardo tá de recuperação). É interessante notar que é o filho do Eduardo e não de Mônica, que ficou de segunda época. Em suma, puxou ao pai e é burro que nem uma porta.
O que realmente impressiona nesta letra é a presença constante de um sexismo estereotipado. O homem é retratado como sendo um simplório alienado que só é salvo de uma vida medíocre e previsível graças a uma mulher naturalmente evoluída e oriunda de uma cultura alternativa redentora. Nesta visão está incutida a idéia absurda que o feminino é superior e o masculino, inferior. É sabido que em todas culturas e povos existentes o homem sempre oprimiu a mulher. Porém, isso não significa, em hipótese alguma, que estas sejam melhores que os homens. São apenas diferentes. Se desde o começo dos tempos o sexo feminino fosse o dominador e o masculino o subjugado, os mesmos erros teriam sido cometidos de uma maneira ou de outra. Por que? Ora, porque tanto homens quanto mulheres e colunistas sociais fazem parte da famigerada raça humana. E é aí que sempre morou o perigo. Não importa que seja Eduardo, Mônica ou até... Renato!
____________________________________
Adolar Gangorra tem 71 anos, é editor do periódico humorístico Os Reis da Gambiarra e não perde um show sequer dos "The Fevers".

Os processos mentais das "espertinhas"

| 9 comments
Posts retirados do Orkut
Tópico da OLODM:[REFLEXÃO] OS processos mentais das "vadias"

Mais alguns relatos de maldades que as mulheres fazem com os homens. Dessa vez, com comentários!!


Qual foi a MELHOR maldade que você fez com um homem?

VADIA01
fikar com o melhor amigo do menino q gostava de mim haha*-*
mas era só pra ele sentir o gostinho do ciumes!!
ashuahsuhauhsuhaush

VADIA02
na maldade mesmo
liguei pra ele (à cobrar) enquanto ele estava com a namoradinha...hihihihih imagina o barraco ....só me cobrei por ele ter mentido pra mim que não tinha namorada ai quando descobri a verdade deu nisso kkkkkkkksabor de vingança ....afinal sou escorpiana né...

VADIA03 
deixei ele esperando uma semana por mim .

VADIA04 
Fiz um menino se ajoelhar pra mim, Rum, esnobeiii minha amiga quando ela tava mal, já deii uns chutes no menino, já pisei no pé do meniino com salto fino pra sair sanguee....

VADIA05 
HAHa...Já fiz tantas, uma das mais recentes e engraçadas....Eu tava ficando c/ um cara lindo, assim, eu adoro ele e ele tb me adora, aeh nisso q a gente tava ficando, ele pediu p/ ir mais além sabe, só q ñ deixei, msm estando c/ vontade e o coitado tava louco, rs mas só por maldade disse ñ...
TInham q ver a cara dele de triste....Até hj ele me pergunta o pq q fiz isso!!!!


VADIA06 
ja fiz tantas com o meu ex
BOm huma das maldades mais recentes foi fica com um amiguinho dele na frente dele como todo mundo fala ex é ex a fila anda tem varias nuss morde pescoço dele deixa ele vermelho........ha avarias vey 

VADIA07 
Jah fiquei c/ o melhor amigo de um garoto q tava a fim de mim, rs....Só q ele era tão feinhoo, e o amigo dele era tão lindooo!!!! Rs Claro q eu iria preferir o mais gato neah? Só sei q o menino ficou tão puto da vida q ate hj ñ fl mais cmigo!!!! KKKKK

VADIA08 
ja fiqueei com outro meniino na frente dos amigos do meu ex!
no outro dia meu ex ja tava sabendo , e ficou puto da vida por causa disso!

VADIA09
Maldades são muitas em....
Mas a mais recente....
Namorei com o melhor amigo do meu ex- Nossa ele ficou puto da vida comigo....
Fazer o que o amigo era gato né????

VADIA10 
Esnobeei tantoo um garooto quee Hoje éer apaixoonado por Miñ
ele era uñ idiota se achava o taal {affs} só que como nunca dei mole pra ele, ele fazia de tudo praa me conkistaar... tudo oq eu pedia ele faziiaa rsrs* e eu sempre fui muito má, coitado delle, affs sofreu na minah mãao ... como sabiia que ele era a fim de miin fikava con uns garotos lindos na frente delle pra provocaar ... shaushauhsuahasu tadiinho delle .. Meu Capachoo*

VADIA11 
aaaaah a piooor , hoho -

tipo , neem gostava mais dele , pegueei termiinei .
e uma semana depois começeei a fika com o pioor
inimigo delee , faz 1 ano , e ele nunk mais falo comiigo ;
adoooooooooro 66'

VADIA12
No dia do aniversáriio do meeu ex, fiquei com o melhor amigo dele.
Na frente deele, ele ficou puto comigo.
Fazeer o qê néér ?
Era gatiiinho (666 



Fernando: PQP 

O q eu concluí é q elas querem ter o ego inflado sempre para se acharem acima das outras. 

E como fazem isso?

Fazendo nós ficarmos putos com elas, ou seja, sentir CIÚMES é o q elas ++ querem... FODA 



Silvio Koerich:
Se perceberem, as mulheres sentem um prazer absurdo de ficar com o amigo do ex ou do namorado.

Elas SABEM que o homem tem seu ego e auto-estima destruídos se comparados com outro homem e/ou da possessividade masculina.

Quando elas ficam com teu melhor amigo ou algum amigo é uma TREMENDA vitória para elas, pois elas sabem que estão te machucando de forma dura.

Por isso que pra mim amizade acabaria na hora com qualquer pau no cu que ficasse com ex minha. 



Steven: Elas sentem prazer em fazer mal para os homens

Confesso que já caí em muitas delas, principalmente cobrar atitudes, perguntar “o porquê” e esse tipo de coisa.

Nunca demonstrem que ficaram bravos, com raiva ou tristes.

É o elixir delas. 



Steven: Uma mina já ficou com meu irmão pra me provocar, elas querem causar discórdia entre homens

Apesar desse meu irmão ter uma competitividade comigo, eu não briguei com ele pra não dar o gostinho nem pra ela e nem pra ele mesmo. Fiquei puto, mas não demonstrei de tão puto que fiquei 



João: Cultivem o desapego pq não tem como competir com mulher



Travis: Ao contrário do que muitos pensam, o homem é mais forte emocionalmente que a mulher. O problema é que a mulher tem muito mais MEIOS de agredir o homem pois ela tem PODER. Basta ela abrir as pernas que ela pode fazer ciume em vc a hora que ela quiser, ficar com caras na sua frente, ter milhoes de bajuladores no orkut, cantadas na rua etc. Se um homem conseguir ter o mesmo poder delas, ou seja, ter a sua disposição mulheres pra fazer ciumes e pegar vadias com facilidade, ele pode devastar uma mulher MUITO mais do que ela consegue devastar o homem. Alguns homens conseguem fazer isso e levam as mulheres à loucura. Quem nunca ouviu falar de loucas que perseguem os cafajestes depois que são dispensadas e humilhadas? Elas são milhões de vezes piores que os matrixianos. 



Silvio Koerich: "A uns 3 anos atrás, quando estava no ápice da matrix, me 'declarei' pra minha melhor amiga. A guria veio com uma conversinha mole de que me via como irmão e de que estava traumatizada (rss) com relacionamentos. Eu, ingênuo criado a leite com pêra acreditei. Combinamos de continuar com amizade na época, e eu pensando "pô.. ela é legal mesmo... depois de tudo, ainda quer minha amizade" . No dia seguinte rolou uma festa e ELA chegou num cara desconhecido e beijou ele na hora, extamente na minha frente, sabendo que eu estava lá."

Elas são extremamente cruéis e amorais.

Elas não se importam em destruir e ter como ASSEXUADO aqueles que as amam e gostam delas.

Elas não se importam de se comportarem como vadias sem alma beijando e fazendo sexo casual com estranhos que a chamarão de vadia no outro dia no MSN pros amigos. 



Silvio Koerich: "a minha ex mulher também fez a mesma vadiagem,e eu tento lidar com meu irmão numa boa até hoje mas ele tá se achando...
Na hora em que ele cair nas armadilhas desses kapetas eu vou rir muito e ele ta na matrix ainda, ja avisei ele mas ele ta flutuando..fico na minha e estou tranquilo... o troco uma hora vem...
irmão que fica com ex cunhada vale menos que um colega de curso.
e mulher que quer dá pra irmão, vale muito menos do que o chiclete que pisa. "

Por isso que eu digo que os homens são uns desunidos, uns canalhas quando se trata de mulher.

Um homem que transa com a ex-namorada, ficante, ex-esposa de um irmão de sangue é um completo MAU CARÁTER, louco, desalmado, maluco, canalha. Não há PALAVRAS pra descrever alguém assim.

Se meu irmão fizesse isso, eu iria agredi-lo, pisá-lo e iria causar caos nas reuniões de família, jogando pratos, o atacando com facas, falando alto que ele é um traíra, iria tentar baní-lo de festas de família etc.

Eu iria até o inferno pra destruí-lo. 



César: A HISTÓRIA DE UM COLEGA DE INTERNET:

foi assim, eu gostava muito duma amiga minha, mas ela não dava bandeira então fiquei com uma japinha que se declarou pra mim... ai eu to curtindo essa japa pracaramba também, ai descubro que essa minha amiga tá me amando... 
quando descubri isso, tudo aquilo que sentia por ela voltou à tona.... gosto muiiiito dela... só que já até disse pra japa que amo ela... o pior é que to amando as duas... sem diferença... as duas são lindas...

alguém já passou por isso? não to conseguindo nem dormir de noite...

se eu ficar com minha amiga, a japa vai sofrer pra caralho... e vai ficar com raiva de mim... gosto dela, não quero isso...

se eu ficar com a japa, minha amiga vai sofrer muito tb, sei como ela é... já vi ela sofrendo por outro cara outra vez... é muito triste =/

(alguns dias depois...)

então, eu tava feliz com a japa e essa minha amiga disse q me amava... e isso despertou um sentimento meu por ela... algo MUITO forte... e foi ai que eu larguei TUDO pra ficar com essa amiga... ai depois q abri mão de tudo, terminei com a japa, essa "amiga" chega em mim falando que tava confusa e q sente amor de amizade por mim....

soh de escrever me dá raiva... já chorei pra caralho... e como se não bastasse ela me disse q sempre gostou dum amigo meu (q ela dizia ter eskecido a muito tempo) e ainda solta essa pérola:

MULHER EGOÍSTA DIZ:
“num posso faze nada
num posso eskece ele
e num posso começa a gosta de vc”

agora me dizem, é ou não é pra fuder tudo?

ela acabou comigo... TO MUITO MAL... NÃO TENHO MAIS MOTIVOS PRA NADA.... eu só não me matei ainda pq a japa disse hoje que quer q eu volte com ela... to um poco feliz por isso, mas depois de tudo q aconteceu, to sem coração, tem uma pedra no lugar...