A verdade sobre baladas

| 9 comments
por Stanislaus
Comunidade O Lado Obscuro das Mulheres (OLODM)
Post original excluído
Backup de 04/06/2009 por Reflexões Masculinas


Muitos homens que frequentaram as baladas se cansaram de não conseguirem nada, ou pouco, pagando caro. Com certeza, são aqueles que não mostraram nenhuma atratividade para as mulheres naquele meio, já que em uma balada as mulheres visam basicamente duas coisas: se comparar entre si e procurar os poucos homens mais destacados.

O resto dos homens, frustados por não conseguiram nada, afogam as mágoas no alcool, dando lucro para o dono da casa.

E se vocês perceberem, nas baladas, as mulheres pagam nada ou pouco. Quem fornece o lucro são os homens.

Esses donos sabem muito bem como funcionam o sistema, e sabem que são justamente os frustados que vão trazer o rendimento, pois mesmo com a casa lotada de mulheres, isso não significa que todos os homens vão conseguir algo. Considero isso como uma "falsa promessa".

Esse sistema funciona de forma similar aos jogos de azar nos Cassinos. De vez em quando, um destes frustados tem a sorte (ou azar) de conhecer uma mulher, e consegue usufruir do prazer momentâneo, ou engatar em um relacionamento, muitas vezes temporário. E isso o mantém no sistema.

Mas alguns vêem a tolice que é esse sistema, e resolvem ir diretamente ao ponto, ou seja, ter garantido uma mulher para sexo, ou seja, no puteiro. Queira ou não, o preço de 3 baladas é em média o preço de uma garota de programa. Muitos indo em 3 baladas não conseguem nada. Por isso, vale a pena.

Portanto:

- A mulher na balada busca se exibir (para as rivais), dançar e se for possível, conquistar um homem destacado.

- O homem na balada busca sexo (e alguns, um relacionamento), pois beber com os amigos, ele faz no boteco (MUITO MAIS AGRADÁVEL). Na balada não dá para se conversar decentemente. Poucos estão interessados em dançar, e os que fazem isso, estão na busca de uma parceira para sexo.

Desta maneira, muitos homens, cansados deste sistema lucrativo para os donos destas casas noturnas, vão buscar aquilo no lugar certo (leia-se puteiro).

Este tipo de sistema simplesmente mostra como as mentalidades femininas e masculinas se diferenciam: mulher quer um homem destacado, e homem quer uma mulher para sexo.
É mentira que "o máximo que pode acontecer é ouvir um não". Qualquer ser humano, ao ser rejeitado, sofre um desgaste emocional. A auto-estima é um pouco perdida.
Por outro lado, rejeitar uma pessoa é gratificante por elevar a auto-estima. Por isso que as mulheres fazem o joguinho do "seduzir e esnobar" (puxa-empurra, atrai-repele, ioiô). A auto-estima é aumentada. O ego é inflado. Rejeitar ao invés de ser rejeitada é uma das insanas obsessões do inconsciente feminino.

A BALADA É INCOMPATÍVEL PARA A MAIORIA DOS HOMENS.

Agora pergunto: E as mulheres menos destacadas? Conseguem algo?

Sim: INFLAMENTO DO EGO (a terceira coisa que as mulheres buscam na balada, mas dos homens), pois muitos homens no desespero da noite começam a "dar em cima" nas mais destacadas, e por fim, nas menos... Todas lucram algo. Por isso, as mulheres são as maiores beneficiadas neste tipo de sistema. E ISSO NÃO É JUSTO.

As mulheres sem perceberem (ou perceberem?), contribuem para o sistema da BALADA, e acabam levando a culpa, por lucrarem.

Os maiores culpados seriam os donos destas festas, pois eles saem ilesos e ainda lucram muito.

Pergunto: Hoje, com as conquistas proporcionadas pelo feminismo (as mulheres trabalham, estudam, tem a sua independência), pagariam o mesmo preço que os homens em uma balada ou mais (já que elas lucram e os homens não)?

Com certeza não.

9 comments

Marcelo | 12 de junho de 2012 20:13

concordo com tudo moro cara

Jeferson Albuquerque | 11 de dezembro de 2012 04:40

Na boa, o blogueiro até tem um texto específico pra esse tema.
Homem honrado, fique longe de baladas. É o puteiro das mulheres.
Já cai fora desse sistema faz tempos!!
Gosto de tomar minhas cervejinhas, mais prefiro os botecos. Me junto com uns amigos e fica muito mais legal e barata.
Balada é furada! Vai gastar muito, a cerveja quase sempre vem quente (ou esquenta rápido)som alto pra kct, geralmente músicas que vc não curte e pode até se aborreçer. Pq tem sempre um pau no cu que bebe d+ e fica dando chiliques e trombando em todo mundo.
Fora a mulherada que em grande parte, vai só pra se amostrar. To fora de baladas.

Anônimo 22 de março de 2013 19:17

Sempre acho graça daquele povo que vem com aquela conversa de que "na balada é bom pq nem precisa conversar! É só chegar agarrando!".

Idiotas.

Helton Nogard 23 de março de 2013 04:36

Também estou fora amigos!
Odeio baladas, puteiros de mulheres!!!

Anônimo 25 de março de 2013 00:24

Sem dúvidas, brother. Tu escreve e eu assino embaixo.

Se o homem quer encher a cara vai para um canto muito menos barulhento e mais discreto, para ter um papo certo com os camaradas acompanhado de uma bebida gelada e barata. Zero stress, pura curtição com os amigos.

As baladas (em que geralmente na propaganda aparece é uma mulher bonita dançando, vejam só) são com certeza empreendimentos lucrativos para os donos e para as mulheres exibidas. E geralmente só as exibidas que vão para essas festas mesmo...

Poucas ou quase nenhuma delas que vão lá para procurar um "qualquer um" para transar [leia-se, todas, inclusive as medianas tão afim de devorar os mais tops da festa deixando o homem mediano "na mão"] e geralmente isso deve ser uma aventura bem louca e sem compromisso, coisa de "vadia" mesmo.

Ou seja, não dá para esperar encontrar a mulher da sua vida num lugar desses, sacaram, galera? No máximo uma que vai te infernizar por um bom tempo...

Ou seja, balada não é nada lucrativo e ainda por cima não é lugar adequada para grande maioria de nós homens. Se possível fujam disso! "Puteiros de mulheres" realmente é uma expressão muito bem pregada aqui...

Anônimo 18 de julho de 2015 03:14

Muito Bom!

Wanderley Moraes | 15 de maio de 2017 21:21

Boates e danceterias são os prostíbulos modernos.

Postar um comentário