Conheça o patético roteiro e comportamento dos homens nas baladas

| 17 comments
por Silvio Koerich
Backup do blog do Silvio por Soldado


Se tem algo que mexe com o homem é balada. Os homens ficam patéticos quando em baladas. Eu não suporto o comportamento masculino e feminino na balada, mas hoje eu vou ARREBENTAR com ESSES MERDINHAS de balada e seus trejeitos e comportamentos esdrúxulos.

Esse é o roteiro de um homem que vai pra balada atualmente. Veja que patético o ritual e o comportamento:

1. Primeiro tem akeles filhas da PUTA que vão em postos de gasolina, abrem a merda do capô com akele somzão cuzão parcelado em 24 vezes e colocam funk, pagode e merdinhas eletrônicas pra se achar o fodão. Ficam tomando cuba e cerveja que nem retardados na esperança que as mulheres se impressionem com seus super carro tunados e dêem sexo pra ele por isso. Bixolas.

2. A questão do “look”, de como se vestem é especial: Colocam suas camisas baby look apertadinhas ao máximo no bracinho tosco magricelo, camisas estampadas toscas com dragão ou marcas que ninguém conhece escritos lixos em inglês. Passam akele gel vagabundo ou creme pra arrepiar o cabelo, fazer ondinhas separadas no cabelo, escondem as entradas, a careca, fazem uma palhaçada lá.

Aí Passam akele perfume que só usam pra sair (o único que tem aliás) achando que isso fará sucesso, como se desse pra cheirar algo na balada. Botam calças jeans toscas, faixazinhas ou correntinhas no pulso. Compram halls ou chiclete pra disfarçarem o bafo terrível de cerveja que estarão em alguns minutos.

3. Aí, pra ir pra balada os homens fazem malabarismos. Primeiro bebem que nem condenados pra ficarem mais corajosos pra poder dar em cima das mulheres. Então fazem esquentas toscos. Ficam animadinhos e se sentindo bem, que “hoje vão pegar e catar geral”. Todos animadinhos e felizes.

4. Entram no carro e ficam gritando e dando em cima de toda mulher que vêem na rua, soltando cantadas cretinas, mandando beijinhos, falando “uhuwww”, e se alguma perdida dá atenção ficam todos se achando o bonzão achando que “é pra mim, é pra mim”. Nada mais patético.

5. Chegam na balada, estacionam, estão todos empolgados se achando corajosos e bonitos. Aí se deparam com o que todo mundo vê na balada: Tem MUITO mais homem que mulher, e os homens são superiores fisicamente em força, altura e estilo. Isso já baixa a moral da galera então todos correm pra poder entrar logo pra comprar mais cerveja, whisky com energético pra manter os níveis de empolgação altos.

6. Ao entrar na balada primeiro checam o território, andando pra lá e pra cá, um atrás do outro, olham as mulheres de perto e recebem viradas de cara. NENHUMA olha pros caras. Aí eles ficam num local fixamente numa rodinha, com a garrafinha de long neck na mão, soltando uns passos desajeitados fingindo que curtem a música quando na verdade estão de olho em algum sinal feminino de que tem alguém interessada. Coisa que não acontece.

7. A noite vai passando e começa os primeiros atakes com o tradicional “oi tudo bem”, “qual seu nome”, “da onde você é”, “faz o que da vida”, “mora onde”, “essas são suas amigas”, “você sai sempre?”. Ou seja, o roteiro BABACA padrão que todo homem fala pra toda mulher. Aí o cara tenta fazer a cretina rodada de balada rir mas não consegue, silêncios ocorrem e a guria aponta pra amiga que diz“a gente vai ali e já volta”. Rola akele beijinho no rosto e pronto, se fudeu OTÁRIO.

8. Aí o pessoal tenta essas coisas sempre e vai tomando no cu mesmo e começam a ficar bem bêbados, da-lhe cerveja e whyski, da-lhe a circular por “lugares com mais mulher” dentro do local. Nada funciona as mulheres não kerem NADA com eles e rejeitam um atrás do outro.

9. Começa então a eskrotização: Tem homem que batem PALMAS aplaudindo pra mulheres que passam por eles achando que estão arrasando, akeles que começam a dançar que nem lacraias achando que vão impressionar as mulheres, alguns que fazem passos malucos perto da mulher achando que vão se dar bem. Outros fixam o olhar numa por horas pra ela olhar pro cara coisa que acontece em um segundo. Outros passam a segurar mesmo a guria pra beijar na base do cerco e guerra pura e se fodem. Outros ficam perto por horas do mesmo grupo enorme de gurias do lado de fora tentando criar coragem pra pegar alguma. De fato a maioria dos homens da balada tentam criar coragem pra pegar alguma.

10. As mulheres passam, com vestidos curtíssimos, saltos, cheirosas e cagando e andando pra eles e nem olhando, fazendo com o que os caras se sintam invisíveis. O desespero e desânimo começam a tomar conta. Um amigo do grupo passa a ficar bêbado demais e a cair, começa então os tiros pras muito feias que rejeitam do mesmo jeito.

11. Alguns homens mais fortes e altos conseguem pegar umazinha mas no geral a balada apenas 3% dos homens pegam alguma guria.

12. 97% dos homens que estão na balada em todas os clubes da cidade saem sem pegar ninguém. Aí pessoal paga a conta, leva akela porrada na conta por beber demais, sem pegar ninguém. Alguém sai carregando o amigo bêbado sem noção. Todos saem tentando se convencer que se deram bem na balada e se divertiram. Vão pra casa no carro, todos kietos e desanimados.

13. Chegam em casa, dormem bêbados, alguns vomitam, dor de cabeça. No outro dia a ressaca toma conta e se vê então mais pobre, sem saúde, humilhado, sexualmente frustrado e emocionalmente destruído.

14. As mulheres vão pra casa com o ego lá em cima, felizes, contentes por tantos olharem pra ela, menos pobres por não pagarem tanto e prontas pra outro dia na sua vida simples e fácil.

FIM

___

Balada é uma armadilha CAVALOS. Uma armadilha feita pra sugar dinheiro dos homens burros como tu que gastam rios de grana em roupa, gasolina, entrada e álcool pra tentar dar um beijo na boca de uma guria que tu nunca mais vai ver na vida. Deixe de ser idiota e veja como os donos de boates e as mulheres lucram em cima da sua alienação e eskrotice.

DIGA NÃO a clubes e baladas. Eles são o PUTEIRO da mulher! Elas escolhem, elas tem o poder, elas que decidem como será sua noite.

PAREM DE COPIAR MEUS TEXTOS SEM CRÉDITOS

17 comments

Anônimo 3 de setembro de 2012 11:54

verdade pura. hoje é o inferno dos homens. a mulher moderna não serve p compromisso serio.

Pablo 3 de setembro de 2012 22:59

Perfeito cara, cade vez admiro mais esse blog, sempre tive essa ideia que balada, é o território da mulher, onde elas podem competir sua hipergamia, de fato estamos certo.

Ricardo da Silva Lima 4 de setembro de 2012 09:04

Bem, eu sou mais otimista.

Penso que, na melhor das hipóteses, 30% das mulheres atuais, com idade de 20 a 30 anos, podem (veja bem, PODEM) servir para um relacionamento sério.

É claro que este percentual pode variar de acordo com a cidade/estado na qual a pessoa more. Acredito que em cidade menores (meu caso), ainda exista um número maior de mulheres decentes (apesar de que a quantidade de vadias está imensa).

Mas não se esqueçam: eu sou um OTIMISTA (ou de acordo com o grande escritor inglês Chesterton, um SUICIDA KKKK).

Soldado | 4 de setembro de 2012 19:42

Ricardo,

Ainda que 30% das mulheres pudessem servir para relacionamento sério, é prudente "torcer pelo melhor, mas esperar pelo pior".

Por isso é interessante presumir que toda mulher é "vadia", até prova em contrário.

Só deixe o relacionamento sério depois de um longo "período de teste".

Anônimo 5 de setembro de 2012 12:22

é verossímil, concordo plenamente... só acho que você se esqueceu de mencionar as brigas pra poder impressionar as mulheres

Soldado | 5 de setembro de 2012 20:39

Anônimo,

Muito bem lembrado.

Cris 14 de setembro de 2012 11:57

"Toda mulher é vadia até que se prove o contrário" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo 13 de outubro de 2012 16:34

sou mulher ...
Gosto de sair pra dançar, me distrair bem ver várias
pessoas, é a minha terapia mas...

Esqueceu mesmo, sair no braço é uma das escrotice dos babaca das baladas, além de ficar insistindo pra ficar com eles. Eu quero mais é se fodam, porque alguns não entendem o que é a palavra Não, e insistem feito crianças chatas . Não se dão conta das escrotices.

E por falar em porrada, já estava eu querendo ficar no mesmo nível, entrei numa luta marcial, estava disposta a dá na cara de babaca que viesse com muita graça pro meu lado. Estava num fase irada. Depois o melhor que eu fiz foi sair menos pra me aborrecer menos.

APRENDIZ DE STRIKER!!!! 24 de outubro de 2012 16:52

Rpz sou fã desse blog, concordo com 100% do que dizem nos outros posts e esse foi o único post q não concordei!!!

É verdade que tem vários otários desse tipo descrito(mto bem por sinal), mas nem td macho q vai pra balada é assim! Vc só descreveu os Fracos(n me refiro a porte físico)!!

Talvez por gostar de festa sou suspeito pra falar, só que vou pra balada com amigos e com certeza rola de ficarmos enchendo a cara dentro da balada(td macho de verdade bebe), à procura de alguma vadia pra derrubar! Mas sempre q vou pego mulher, bebo pq gosto, e nao pq preciso pra tomar coragem(chego em mulher qualker ocasiao)!!

E é verdade que a maioria das baladas tem mto mais homem que mulher, porém como vc msm afirmou tem mto cara otário! Vc só depende de sua autoconfiança, desenvoltura e lábia pra pegar alguma cachorra e comer(balada só tem cachorra)!!!

obs: N SOU NENHUM BOMBADO BABACA, SIMPLESMENTE JÁ SAÍ DA MATRIX A MTO TEMPO E APRENDI A LIDAR COM VADIAS!

Jeferson Albuquerque | 11 de dezembro de 2012 04:44

To fora de baladas há tempos!!
Prefiro barzinhos, sentar à mesa com a rapaziada, beber, trocar umas idéias com músicas que vc curta.
Muito mais prazeroso e gasta muito menos!!

Keme | 8 de janeiro de 2013 23:10

Ahuahuahu verdade pura ! Balada é assim mesmo, mas se tu tiver bolas as vezes da pra pegar uma doidinha sim ! Como eu costumo ir sozinho, acaba sendo minha missão. No mais é mais um lugar pra conhecer pessoas e se divertir, festinhas sao otimas pra isso tambem, sim tem parte chata, tem dia que zera mesmo, mas tem vez que da pra conseguir alguma coisa, tudo depende, nao é de todo mal não. No mais, se voce nao ir la, voce vai pro bar com os amigos e fica tomando todas e falando baboseira, no fim sai tudo na mesma.

N. J. Mendes | 28 de março de 2013 21:12

Ainda bem que não frequento baladas, mesmo estando na vantagem, Na ultima em que eu fui, antes de uma da manhã, fico morrendo de sono, louca para ir embora.

Anônimo 11 de maio de 2013 16:42

Esqueceu de dizer que os casados que dão aquela escapadinha pra balada na volta ligam o som de corno pra avisar pro Ricardão que tão chegando e é a vez deles na mocréia.

Ron Nunes | 11 de maio de 2013 19:02

show meu camarada,você disse tudo e mais um pouco!!!

Anônimo 23 de maio de 2013 09:05

Por um lado concordo plenamente com teu texto, mas por outro faço uma ressalva. Quanto ao perfil derrotado de 97% dos que vão à balada, você descreveu com maestria. A única coisa que discordo é que balada tem sim seu potencial, DESDE que você não cometa os erros citados no texto. Você sabendo jeito certo de abordar as mulheres, se portar como um homem de verdade e sem babaquices, pode ter certeza que a chance de arrastar uma pra casa ou motel é grande. POrtanto, entendo que balada é ótima opção, logicamente sabendo jogar neste tipo de piso (igual tenista).

Amada Flor | 17 de novembro de 2013 22:28

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, vão trouxas.

Carlos Silva | 8 de maio de 2017 00:25

se sai com intenção de sexo, em vez de pagar e consumir na balada, vai logo no puteiro e economiza grana e paciência.

Postar um comentário